EQUIPAMENTOs DE BORDO

O que é necessário levar para uma trilha? Cada um, com a experiência, acaba definindo sua lista pessoal. E trilhas diferentes podem demandar acessórios diferentes, quantidades de água e comida diferentes, etc. Relacionamos abaixo o que é mais comum encontrar nos bolsos, pochete ou mochila de um ciclista.

Água, levada em garrafinhas presas ao quadro ou em mochilas de hidratação (a quantidade depende da duração da trilha e dos pontos de reposição no caminho).
Comida, de acordo com as preferências pessoais: barras de cereal, sachês de carboidrato em gel, sanduíches, frutas, biscoitos (as quantidades igualmente dependem da extensão da trilha e de pontos de alimentação no percurso).
Kit de remendo de câmara de ar: bomba de ar, lixa, remendos, cola e espátulas (material vendido em bicicletarias; trocar a câmara é um procedimento simples, que pode ser aprendido com um ciclista experiente).
Câmara reserva – algo opcional, mas que economiza o reparo ao menos da primeira vez em que o pneu furar, e é raro furar pneu duas vezes na mesma trilha.
Óleo lubrificante da corrente, para uma possível reaplicação durante a trilha – em situações com muito barro, água ou areia, é bastante recomendável.
Saca-corrente: reparar uma corrente partida também é algo relativamente simples, e pode ser explicado por alguém que já tenha feito a troca.
Chaves, documentos, dinheiro, celular – apenas o estritamente necessário, e embalado em um plástico impermeável, a salvo do suor e de uma possível chuva. Um celular pode ser fundamental em emergências.
Antes de sair de casa, repasse seu check-list e confira seu equipamento: verifique a calibragem dos pneus e da suspensão e o aperto das blocagens. Periodicamente, verifique as pastilhas de freio, para não ficar sem elas no meio da trilha. Saia sempre com a corrente lubrificada.

EQUIPAMENTOs A BORDO